Imagem da Dica

Três dicas para limpar e desinfetar a casa e torná-la num local seguro

É importante colocar em prática estes conselhos de higienização diariamente.

As últimas semanas (e futuras) serão muito provavelmente lembradas como as mais caseiras da história. A propósito, começou a circular na internet a hashtag #ficaemcasa, uma mensagem simples, mas muito clara, e que agora faz parte da vida de milhões de pessoas em todo o mundo, como forma de combate à expansão do coronavírus. Agora, e mais do que nunca, será fundamental tornar a casa num local seguro e adequado, capaz de receber-nos da melhor maneira até que os tempos de alerta e emergência terminem. O portal profissonal Prontopro.es partilhou três dicas fundamentais para limpar e desinfetar os espaços.

A empresa pediu aos seus especialistas nas áreas de limpeza doméstica e industrial para apresentarem uma lista de dicas a seguir para ajudar a limpar a casa, removendo quaisquer germes e bactérias. Chama-se "higienização", que significa a aplicação simultânea de duas etapas: limpeza e desinfeção de qualquer superfície.

Escolher os produtos certos

Podem ser utilizados produtos descartáveis, como papel, acompanhados de equipamentos capazes de emitir vapor, uma vez que o choque térmico permite a total eliminação de agentes patogénicos. Mas também os produtos químicos são adequados para a limpeza de ambientes, e a escolha do detergente certo depende do tipo de sujidade: para remover a cal, por exemplo, devem utilizar-se produtos à base de ácido clorídrico; para resíduos gordurosos é aconselhável usar um produto como lixívia ou desengordurante. Evita misturar as duas categorias de produtos, pois existe o risco de envenenamento.

Por fim, os "remédios da avó", que também são sempre úteis, além de terem um baixo impacto ambiental. Incluem o uso de substâncias como vinagre, ácido cítrico ou bicarbonato para operações de remoção de sujidade. Também poderás utilizar água fervida, acima de 70º C, para eliminar todos os patogénicos.

Para finalizar a higienização das superfícies, é recomendável usar um desinfetante como álcool (pelo menos 75%) e deixá-lo atuar nas superfícies durante pelo menos 60 segundos. Por fim, enxagua bem as superfícies com água para evitar o risco de contaminação química por contacto ou inalação de produtos desinfetantes.

Tecidos

Os especialistas aconselham uma lavagem na máquina a uma temperatura de pelo menos 60 a 70 graus para garantir a eliminação do vírus. Se não for possível lavar tudo a altas temperaturas, poderás acrescentar, por exemplo, peróxido de hidrogénio (água oxigenada) ao detergente normal.

Para tecidos e estofados que não podem ser lavados na máquina, recomendamos o uso de equipamentos a vapor e aspiradores de pó equipados com um filtro HEPA, isto é, capazes de filtrar até as menores partículas.

Frequência da limpeza

É aconselhável levar a cabo estas práticas diariamente. O último conselho é seguir as principais indicações sugeridas pela OMS: usar etanol (álcool) com pelo menos uma concentração de 75% ou produtos de cloro (lixívia comum).

 

Produtos Sugeridos

produto sugerido